PROGNÓSTICOS TORNEIO DE ROLAND GARROS 2018


Como prognosticar no Roland Garros?

Prognósticos Roland Garros

Criados em 1925, os “Internacionais de França” mudam rapidamente de denominação para se fixar em Roland-Garros, abrindo-se aos jogadores estrangeiros em 1928. Rapidamente, o torneio ganha envergadura e torna-se num dos eventos mais mediáticos e prestigiantes do cenário tenístico internacional. Trata-se de um dos maiores eventos de ténis em terra batida, o único torneio do Grand Slam , desde que o US Open abandonou esse tipo de piso em 1978. A terra batida, ou saibro, é um dos pisos mais lentos, tornando a prática da modalidade nesta última mais especifica, nomeadamente ao mais alto nível, favorecendo um determinado estilo de jogadores. Entre os jogadores profissionais, a expressão de “especialista da terra batida” é correntemente utilizada para definir os tenistas que melhor se distinguem nesse tipo de quadra. Roland-Garros é considerado como o segundo torneio mais prestigiante do mundo, a seguir ao torneio de Wimbledon. Para além de ser um dos torneios mais aguardados pelos maiores tenistas do planeta, Roland-Garros é acima de tudo um grande evento, e uma festa popular em França, reunindo todos os anos cerca de 500 000 espetadores.

Os maiores nomes femininos e masculinos do ténis mundial preparam-se então a pisar de novo o saibro parisiense. Conquistar este torneio do Grand Slam  é um verdadeiro objetivo para jogadores e jogadores do circuito, ocupando uma grande importância na carreira de qualquer tenista. Entre os homens, talvez seja a experiência a prevalecer, nomeadamente com a presença de Rafael Nadal, dono do título, tendo assentado inquestionavelmente uma hegemonia nos últimos 10 anos. Mas sentar-se novamente num trono que é seu, não se fará sem dificuldades. Novak Dokovic, Dominic Thiem, se cruzarem o Espanhol, têm intenções firmes de o perturbar e até mesmo, de o derrubar. Entre as mulheres, o torneio é muito mais aberto, pelo que oposições relativamente inesperadas verão o dia. Serena Williams regressa pouco a pouco ao seu melhor, Elina Svitolina, jovem tenista ucraniana, começa a afirmar-se nos maiores torneios. Dupla detentora do Masters de Roma, pretende continuar a sua afirmação no saibro. Um grande espetáculo vai ao encontro das pessoas que farão a viagem a Paris, pois belos encontros estão para vir.

Simples masculino

Apostar Nadal - Roland Garros 2018

Os favoritos:

Será mesmo útil lembrar quem é o favorito número 1 deste Roland Garros 2018? Obviamente, trata-se de Rafael Nadal, que assume totalmente essa imagem. Verdadeira fábrica de vitórias desde os seus 16 anos, não para de atormentar os jogadores que o encontram no seu caminho. Vencedor em 10 ocasiões de Roland Garros em 13 participações, reina soberanamente nos Internacionais de França. E naturalmente este ano, irá brilhar intensamente e arregalar os espectadores, com as suas exibições fora do comum, marcadas por forehands portentosos e backhands precisos e milimétricos. A vitória, para aquele que muitas vezes é qualificado como o jogador mais fair-play do desporto, é proposta à odd de 1.43 na 1xBet. Nada que nos possa admirar para o líder incontestado do ranking ATP, que aliás, venceu esta temporada um 11° torneio de Monte-Carlo, um 11° título em Barcelona, assim como uma 8a coroa em Roma. Tudo isto no saibro.

2018 é por hora, um ano difícil para Novak Djokovic. Com uma lesão no cotovelo desde Janeiro, teve que renunciar a participar no Open de Doha, do qual era detentor do título, para ser operado. Recuperado daquele infortúnio físico, vai subindo de rendimento, sem ainda ter voltado ao seu melhor nível, apesar de ter disputado uma semifinal bem merecido no torneio de Roma. Se nada pôde fazer frente a Rafael Nadal, figura todavia, entre o quarteto do favoritos para conquistar aquele que seria o seu segundo Roland-Garros (10.50).

Pequeno prodígio do ténis mundial, o Austríaco Dominic Thiem não se cansa de orgulhar o seu país, ano após ano. Com os seus tenros 23 anos, o jovem tenista bem se pode pavonear de ser um dos três jogadores a ter conseguido vencer mais de duas vezes na terra batida, o mestre incontestável deste tipo de piso, Rafael Nadal. O atual 8° melhor jogador mundial, que se conseguiu intrometer entre os quatro melhores da última edição do torneio, tenciona fazer melhor este ano, elevando o seu nível de jogo - já letal - ainda mais, para tentar subir mais alto (18.00).

Os outsiders:

Apostar Zverev - Roland Garros 2018

Muitos tenistas gostam de reivindicar um estatuto de “outsiders” antes de cada torneio importante. Uma forma para eles de evacuar alguma pressão antes dos jogos. E para esta edição 2018 dos Internacionais de França, alguns tenistas podem ter  esse estatuto, legitimamente. É o caso do Alemão Alexander Zverev, com apenas 21 anos,  que começa a deixar a sua marca no mundo do ténis. Totalizando já 10 troféus, em que metade foi obtida no piso laranja da terra batida, e recentemente finalista do torneio de Roma, é um candidato legítimo para ir muito longe em Paris (12.50).

É igualmente importante não omitir outros jogadores, muito experientes para a maioria, como o Belga David Gaffin, o Norte-americano John Isner, ou ainda o Búlgaro Grigor Dimitrov. Estes últimos figuram todos no top10 dos melhores jogadores do planeta, facto que não deve ser negligenciado. Possuem capacidades mais que suficientes, para chegar longe na competição, e porque não, vencê-la.

Simples femininos

Apostar Caroline Garcia - Roland Garros 2018

Em relação às senhoras este ano, o suspense deverá ser um ingrediente relevante! Nas últimas quatro temporadas, Roland-Garros revelou um campeã diferente em cada edição. E felizmente, dirão os apaixonados do ténis, que podem ter a certeza de voltar a assistir a jogos intensos, brutais e acima de tudo, muito disputados. Cada jogadora pretendo agarrar esta oportunidade e fazer o máximo para vencer e entrar cada vez mais na história da modalidade.

Para esta edição 2018, são várias a jogadores a poderem destacar-se, e conseguir superar as sete voltas que conta este torneio de Grand Slam. É nomeadamente o caso de Elina Svitolina, que até possui alguma notoriedade, à medida que vai ganhando competições. Um percurso que lhe vale a sua honrosa 4a posição no ranking WTA. Grande vencedora há poucos dias do Masters de Roma, teremos que contar com ela para a disputa do título (6.25). Tal como com Simona Halep, que apesar da sua derrota frente à Ucraniana na capital italiana, mantem o seu estatuto de número 1 mundial (6.25).

Finalmente, avaliada a uma odd de 14.00, a obtenção do título de campeã por parte da Norte-americana Serena Williams parece difícil (ainda não conseguiu chegar ao seu melhor nível desde a sua gravidez), mas nunca será impossível.

E as anfitriãs nisto tudo? As esperanças repousam principalmente nos ombros de Caroline Garcia, jovem tenista do circuito WTA, que vem melhorando torneio após torneio. Em Janeiro, conseguiu alcançar os oitavos de final do Open da Austrália em Melbourne, graças um a uma força mental de aço. Embora tenha sido derrotada pelas mãos de Madison Keys, chegou mesmo à sétima posição. Um bom presságio para a continuação da temporada e para o seu percurso na capital francesa. Proposta a uma cota de 21.00, bem se pode tornar na surpresa deste Roland-Garros.